Municípios recebem alerta sobre surto de sarampo em navio

POR ROBERTA VILANOVA · 26 DE FEVEREIRO DE 2019

O Ministério da Saúde informou à Sespa e a todas as Secretarias Estaduais de Saúde do Brasil a notificação de 23 casos suspeitos de sarampo, dos quais 13 confirmados em tripulantes de diversas nacionalidades (Índia, Itália, Ucrânia, África do Sul e Brasil) do navio de cruzeiro Seaview MSC.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de dez mil passageiros, incluindo 312 paraenses de 23 municípios, que desembarcaram em Santos no dia 16 de fevereiro, podem ter sido expostos ao vírus do sarampo e correm risco de desenvolver a doença.

Diante do fato, a Sespa, por meio do Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (Cievs-PA), emitiu um alerta aos municípios envolvidos para o acompanhamento dos passageiros em função da alta transmissibilidade da doença. A recomendação é que todos procurem imediatamente uma unidade de saúde se sentirem os sintomas da doença e informem que estiveram no navio. Os sintomas do sarampo são febre alta, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo, coriza e conjuntivite.

A Sespa solicita aos que não apresentarem sintomas que também se dirijam a Secretaria de Saúde de sua cidade, munidos do cartão de vacinação, para comprovação ou não de imunização com a vacina tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba). Essa vacina está disponível nos postos de saúde, e é recomendada uma dose aos 12 meses de idade, e outra aos 15 meses, e para as pessoas de 10 a 49 anos, sendo essa a única maneira de prevenção da doença.

Os municípios que possuem passageiros no transatlântico são os seguintes: Abaetetuba, Alenquer, Altamira,  Anajás,  Ananindeua, Belém, Bragança, Breves, Capitão Poço, Castanhal, Concórdia do Pará, Jacundá, Marabá, Marituba, Novo Repartimento, Pacajá, Parauapebas, Redenção, Santa Izabel do Pará, Santarém, Sapucaia, Tailândia e Tucuruí.

Texto: Roberta Vilanova

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *