Servidores do Lacen-PA receberão vacina contra a gripe

A Campanha de Vacinação contra a Gripe segue até o dia 31 de maio

O Laboratório Central do Estado (Lacen-PA) realiza, a partir desta terça-feira (23), a vacinação de todos os seus servidores contra a gripe.  O trabalho será realizado pelo Serviço de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalhador (SASST), nos dois turnos, para abranger todos os trabalhadores.

Os servidores do Lacen-PA serão vacinados porque integram o grupo prioritário dos trabalhadores de saúde, que compõem o público-alvo da Campanha de Vacinação contra a Gripe, formado, ainda, pelas crianças de seis meses a menores de seis anos de idade, mulheres grávidas, mulheres até 45 após o parto, idosos a partir dos 60 anos de idade, indígenas; professores, pessoas portadoras de doenças crônicas e outras categorias de risco clínico, população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativo e funcionários do sistema prisional. Também foram incluídos agora os profissionais das forças de segurança e salvamento, incluindo policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

A escolha dos grupos a serem vacinados segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e é formado pelas pessoas com maior possibilidade de ter complicações e morrer por Síndrome Respiratória Grave (SRAG).

A vacina contra a gripe é segura, protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS, ou seja, Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B, e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações e óbitos.

No Pará, inclusive, foram notificados 124 casos de SRAG no período de 1º de janeiro a 6 de abril de 2019. Já que a SRAG é um agravamento de um quadro gripal é fundamental que as famílias paraenses se mobilizem para vacinar todas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que se estende até o dia 31 de maio.

Entre os casos notificados, 14 foram a óbito, sendo que 11 deles tiveram material coletado para exame, confirmando 04 óbitos por Influenza A H1N1 e 02 por Influenza B.

Texto: Roberta Vilanova

Foto: Ascom/Sespa

Você pode gostar...